14/12/2015

16:24

Por: Alberto Silva

“não ia ter, agora vai, ai não ia ter mais, agora vai” diz Dilma sobre ‘urnas eletrônicas venezuelanas’ em 2016

E assim, no calar do pré-recesso de final de ano, após o congresso vendilhão aprovar o rombo de R$ 120 bilhões, deram um jeitinho de garantir as urnas eletrônicas fraudáveis venezuelanas.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garantiu na quinta-feira que as eleições municipais do ano que vem serão realizadas com urnas eletrônicas, graças à mudança da meta fiscal do governo, aprovada pelo Congresso Nacional, que evitará o contingenciamento de recursos da Corte.

Em nota em seu site, o TSE disse ter recebido cópia do relatório enviado pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda à Comissão Mista de Orçamento do Congresso no qual constam reestimativas de receitas e despesas que garantem a realização da eleição para prefeitos e vereadores por meio eletrônico.

“Com a revisão dos limites de empenho e movimentação financeira do Orçamento de 2015, ficou mantido somente o contingenciamento referente aos quatro primeiros bimestres do ano, que equivale a 161 milhões de reais. Os outros 267 milhões de reais, correspondentes ao quinto bimestre, foram revertidos à Justiça Eleitoral”, informou o TSE.

No final de novembro, portaria assinada pelos presidentes dos tribunais superiores afirmou que, com o contingenciamento imposto ao Judiciário por conta de a mudança da meta não ter sido aprovada àquela altura, não seria possível a utilização de urnas eletrônicas na eleição de 2016.

Na ocasião, foi informado que a tesoura atingiria a Justiça Eleitoral em 428 milhões de reais, com impacto na licitação que já estava em curso para aquisição de urnas eletrônicas no valor de 200 milhões de reais.

Com a mudança da meta fiscal aprovada no Congresso, o compromisso do setor público consolidado passou de um superávit de 66,3 bilhões de reais para um déficit que pode chegar a 117 bilhões de reais.

***(Com informações de Reuters/Por Eduardo Simões)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

loading...
93