08/07/2016

16:43

Por: Alberto Silva

Mortes por gripe em Minas saltam para 76 em 2016, após tomarem a vacina !

O estudo revela, ainda, que 3.448 casos de doenças respiratórias graves foram notificados, sendo 288 confirmados.

Setenta e seis pessoas morreram por gripe em Minas Gerais nos seis primeiros meses deste ano. O número, contudo, pode ser ainda maior, já que 287 óbitos estão sendo investigados.

Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES), que nesta sexta-feira (8) divulgou o balanço dos casos de doenças respiratórias graves (chamadas SRAG). Do total, 49 foram pelo vírus Influenza A (H1N1).

O levantamento mostra que as mortes por SRAG já são cinco vezes maiores que as contabilizadas durante todo o ano de 2015, quando 15 pessoas perderam a vida por causa da doença.

O levantamento mostra que as mortes por SRAG já são cinco vezes maiores que as contabilizadas durante todo o ano de 2015, quando 15 pessoas perderam a vida por causa da doença.

Neste ano, a cidade que registou mais óbitos por gripe foi Campo Belo, na região Centro-Oeste, com sete. Em seguida aparece Formiga, também na Centro-Oeste, com cinco mortes. Belo Horizonte e Contagem vêm na sequência, com quatro óbitos cada.

O estudo revela, ainda, que 3.448 casos de doenças respiratórias graves foram notificados, sendo 288 confirmados.

Segundo a secretaria, com as temperaturas mais baixas no Estado é comum o aumento nos casos do número de gripes registrados. Podendo ser causada pelos vírus A, B ou C, os que têm mais incidência nesses períodos são os tipos A e B, coincidentemente os que merecem maior atenção.

Esses tipos de vírus são os responsáveis por doenças respiratórias com duração de mais de quatro semanas, e com maior taxa de hospitalização e morte por pneumonia.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

94