20/09/2016

08:18

Morre aos 66 anos músico do Barão Vermelho

Peninha estava internado em estado grave

Por: Alberto Silva

Nesta segunda-feira (19), morreu o percussionista do Barão Vermelho, Peninha, aos 66 anos, vítima de uma hemorragia no estômago. O músico estava internado em estado grave desde o início do mês com problemas digestivos, no Hospital da Lagoa, na Zona Sul do Rio. A informação foi confirmada ao Globo por Roberto Frejat, vocalista da banda. O corpo será cremado.

“Queridos amigos e familiares, é com pesar que venho comunicar que o pai dos meus filhos, Paulo Humberto Pizziali, mais conhecido como (Peninha percussão), faleceu agora”, informou Ana Tereza Lima Soler, ex-mulher do músico, nas redes sociais.

Paulo Humberto Pizziali nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. Antes de ser efetivado pelo Barão Vermelho, o percussionista já tinha acompanhado nomes de peso da música como Sivuca, Simone, Gal Costa, Lincoln Olivetti e Ângela Maria.

“Toda a percussão que se ouve nas gravações do Barão é dele”, comenta o cantor e guitarrista Roberto Frejat, emocionado com a perda do amigo.

Paulo Humberto Pizziali nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. Antes de ser efetivado pelo Barão Vermelho, o percussionista já tinha acompanhado nomes de peso da música como Sivuca, Simone, Gal Costa, Lincoln Olivetti e Ângela Maria.

Peninha, como Paulo Humberto sempre foi conhecido, integrou o Barão Vermelho no disco “Declare guerra”, de 1986, o primeiro após a saída de Cazuza. Na época, o guitarrista Fernando Magalhães também foi efetivado.

“Foram 66 anos muito bem vividos”, disse Frejat. Peninha deixa quatro filhos, Paulo, Pedro, Rafael e Luca.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

89