27/09/2016

09:55

Por: Alberto Silva

Mãe salva o filho que estava sendo atacado enquanto dormia por cobra de 3 metros

Mulher foi acordada pelos gritos do garoto em Macksville, na Austrália; não venenosa, cobra mata por estrangulamento

Uma mãe evitou que o filho fosse devorado enquanto dormia por uma gigantesca cobra que invadiu seu quarto em uma cidade australiana. De acordo com o tabloide britânico “Daily Mail”, a mãe do menino foi acordada pelos gritos de dor da criança e, ao entrar no quarto, o encontrou deitado na cama e sangrando enquanto uma píton de três metros mordia a sua cabeça.

A criança, que dormia na parte de cima de um beliche, também despertou com as diversas mordidas do réptil, que, assim como a sul-americana sucuri (ou anaconda), não é venenosa e mata a vítima por estrangulamento.

O caso aconteceu na pequena cidade de Macksville, norte do estado de Nova Gales.do Sul, na Austrália. O animal também chegou a morder as mãos do garoto antes de ser morta por um amigo da família.

A criança, que dormia na parte de cima de um beliche, também despertou com as diversas mordidas do réptil, que, assim como a sul-americana sucuri (ou anaconda), não é venenosa e mata a vítima por estrangulamento.

Em fotos que circularam no Facebook, é possível ver o rosto ensanguentado da criança e o homem exibindo a píton, bem mais alta do que ele. As imagens geraram mais de 2 mil compartilhamentos ou curtidas na rede social em menos de 24 horas.

Casos do gênero não são incomuns na Austrália, onde algumas das mais letais espécies de répteis, animais marinhos e aracnídeos do mundo são encontradas. Gêneros da píton também podem ser encontrados na África tropical, Índia, Paquistão, sul da China, além de ilhas do Pacífico.

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

91