09/08/2016

18:17

Por: Alberto Silva

Mãe provoca aborto e 29 anos depois a filha se vinga! ASSISTA …

O aborto é um tema envolto em muita controvérsia. Algumas pessoas são a favor, outras estão no meio do caminho, aceitando apenas em casos de violação e deficiências graves.

Mas também existe gente contra, dizendo que abortar é o mesmo que matar, e se fazer de Deus. Esta mulher também defende essa ideia: Giana Jessen tem 29 anos e sobreviveu a um aborto. A mãe dela foi a uma clínica para se “desfazer” dela, quando já estava quase no fim da gravidez, com sete meses e meio. Lá, os médicos aconselharam a mulher a abortar com uma injeção de uma solução salina no útero, que faz com que o bebê queime por dentro e por fora, e depois ele nasceria morto. Mas quando todos pensaram que o feto já tinha falecido, algo impressionante aconteceu.

A bebê nasceu viva! Contra todas as expetativas, a menina sobreviveu. Gianna ficou com algumas sequelas por causa da falta de oxigênio, tais como paralisia cerebral.

Agora, 29 anos depois, ela decidiu se vingar da “mãe”, da melhor forma que existe. Sem violência nem ódio, mas sim sendo uma embaixadora contra o aborto.

A jovem ativista dá palestras por todo país, deixando um poderoso testemunho: sua vida. Seu sucesso dá o que pensar, pois ela não estaria neste mundo caso o aborto tivesse funcionado. Ela está grata a Deus por lhe ter concedido o dom da vida, e não ter deixado sua “mãe” decidir por ela. [E você PRECISA assistir ao vídeo abaixo.]

Assista:

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

92