19/09/2016

13:44

Por: Alberto Silva

Juiz nega arquivamento de investigação contra presidente da CUT, cadeia nele !!

Com o pedido de arquivamento negado pelo juiz, o caso agora é encaminhado a PGR.

A Justiça Federal rejeitou o arquivamento da investigação sobre supostas ameaças ao juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, ditas publicamente pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, durante manifestação na Avenida Paulista. “Nós vamos nos livrar do Moro”, disse Freitas, na ocasião.

A declaração contra Moro foi proferida pelo presidente da CUT em 18 de março. No palanque montado na Avenida Paulista também estavam o ex-presidente Lula e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

O juiz destaca que “as palavras não foram pronunciadas por pessoa simplória ou parva, mas propagadas por uma liderança expressiva, presidente da maior entidade de representação sindical brasileira”. “Tal circunstância deve ser sopesada para aquilatar a potencialidade lesiva.”

O juiz destaca que "as palavras não foram pronunciadas por pessoa simplória ou parva, mas propagadas por uma liderança expressiva, presidente da maior entidade de representação sindical brasileira". "Tal circunstância deve ser sopesada para aquilatar a potencialidade lesiva.

Com o pedido de arquivamento negado pelo juiz, o caso agora é encaminhado a PGR.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

105