26/10/2015

11:44

Por: Alberto Silva

HADDAD pode deixar o PT, popularidade de Dilma não reelege como prefeito de SP

Os rumores sobre uma possível saída de Fernando Haddad do PT. foram recebidos com ceticismo pelo comando petista e por auxiliares do prefeito ligados ao partido.

A opinião dominante colhida pela coluna em conversas com cinco pessoas próximas no fim de semana é que a mudança seria difícil de explicar ao eleitorado, soaria a oportunismo eleitoral e dificultaria a vida de Haddad para obter votos na periferia, rincão petista onde o prefeito já não vai bem.

Aliados veem ainda uma dificuldade extra: Haddad não teria condições pessoais e políticas de simplesmente se dissociar do ex-presidente Lula, que o “inventou” como político, justamente no momento em que ele enfrenta seu maior desgaste político.

Pessoas próximas confirmam o descontentamento de Haddad com o partido e com a presidente Dilma Rousseff, mas afirmam que isso não é o suficiente para justificar uma guinada política menos de um ano antes da eleição.

De qualquer forma, a especulação sobre a possível saída de Haddad do PT teve o efeito de tentar afastar o prefeito da imagem hoje tisnada da sigla, um movimento visto pelos adversários como deliberado e que deve ser um dos motes da campanha publicitária de Haddad à reeleição.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

107