14/10/2016

13:13

Por: Nathalia Benjamim

Globo virou um ‘campo de pouso’ de URUBUS

A ave foi flagrada várias vezes por uma câmera da emissora instalada na Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo

O prédio da Globo em São Paulo virou um “campo de pouso” de urubus que vivem nas margens do poluído rio Pinheiros, e em frente aos estúdios da emissora que são produzidos os telejornais SPTV 1ª e 2ª edições e Bom Dia São Paulo.

A ave foi flagrada várias vezes por uma câmera da emissora instalada na Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo

O apelido foi criado pelo próprio Bocardi, que há dez meses, ele divulgou nas redes sociais fotos em que aparecia ao lado de um monitor de TV com imagem de um urubu. “Registre-se: Urubocardi, Uruboca, Urubom”, escreveu no Instagram, abrindo uma votação entre seus seguidores. Deu Urubocardi.

O apelido foi criado pelo próprio Bocardi, que há dez meses, ele divulgou nas redes sociais fotos em que aparecia ao lado de um monitor de TV com imagem de um urubu. "Registre-se: Urubocardi, Uruboca, Urubom", escreveu no Instagram, abrindo uma votação entre seus seguidores. Deu Urubocardi.

Os jornalistas da Globo, então passaram a chamar de Urubocardi o urubu (ou urubus) que vive pousando no estúdio de vidro, em outra região da cidade, a zona sul. Bocardi não liga para o apelido nem para as visitas. E trata a ave como um “mascote”.

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

92