03/10/2016

13:51

Por: Alberto Silva

Furacão Matthew que poderá chega ao Brasil devasta Haiti

A coordenadora de Defesa Civil, Marie Alta Jean-Baptiste, pediu que a população se mantenha em alerta e tome precauções.

menos uma pessoa morreu e outra está desaparecida no Haiti por causa das chuvas provocadas pelo furacão Matthew, que tocará terra a partir do meio-dia (horário local) desta segunda-feira (14h de Brasília), informaram fontes oficiais.

Diante da iminente chegada do forte furacão, de categoria 4, o governo do Haiti anunciou a suspensão das aulas e o fechamento dos dois principais aeroportos do país desde as 6h da manhã (8h de Brasília) até esse mesmo horário da próxima quarta-feira.

A vítima é um pescador que se afogou em St Jean du Sue, no sul do país, de acordo com o serviço de Defesa Civil, que detalhou que outra pessoa desapareceu em Aquin, na região sul.

As autoridades reportaram chuvas intensas desde ontem à noite e inundações em Bariadelle e Petite Rivière, duas regiões no litoral sul do Haiti. Além disso, dezenas de pessoas foram retiradas na pequena ilha de Île à Vache, ao sul da capital, que também está situada no trajeto do furacão.

Em Jeremie, na região sul do Haiti, mais de 500 pessoas tiveram que abandonar suas casas ontem à noite. A coordenadora de Defesa Civil, Marie Alta Jean-Baptiste, pediu que a população se mantenha em alerta e tome precauções.

Marie advertiu que são esperadas fortes chuvas e ventos e pediu que a população “fique alerta”. No entanto, a responsável de Defesa Civil reconheceu que algumas pessoas “não querem deixar seus lares”, mas deverão fazê-lo se estão em áreas de risco.

As autoridades preveem que as precipitações atinjam entre 300 e 600 milímetros, o que pode causar graves inundações no país, que é bastante vulnerável a desastres naturais.

O ministro de Interior, Yanick Joseph, anunciou ontem que o governo conta com mil centros distribuídos por todo o território nacional, que têm capacidade para receber um total de 300 mil pessoas. Vários grupos do setor privado colocaram à disposição do Executivo do Haiti materiais para o caso de emergências.

A apenas uma semana da realização das eleições no país, o governo do Haiti teme as consequências que Matthew possa ter sobre o desenvolvimento do processo eleitoral em algumas regiões.

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

90