19/06/2016

13:45

Por: Alberto Silva

Famosos preocupados, crise ameaça deixar todos desempregados, veja o plano deles para isso…

"Ser atriz é um plano B na minha vida. Na verdade, eu sou fisioterapeuta e comecei na carreira artística sem muita certeza de que poderia dar certo.

Em tempos de crise, é difícil sentir-se seguro e estável no trabalho. Com o futuro do país tão incerto e a taxa de desemprego em alta, o UOL perguntou a famosos que têm carreiras consolidadas qual seria o plano B para eles ganharem dinheiro. Afinal, quais as outras habilidades desses artistas?

Muitos deles pensam em alternativas a curto e até longo prazo. Uma das estrelas do momento da televisão brasileira e já escalada para a próxima novela de Gloria Perez – com estreia prevista para abril de 2017-  Paola Oliveira diz que está no time dos realistas com relação ao mercado. Para ela, ter uma segunda opção é pensar em novas possibilidades na vida e não só em momento de crise.

“Ser atriz é um plano B na minha vida. Na verdade, eu sou fisioterapeuta e comecei na carreira artística sem muita certeza de que poderia dar certo. Deu e continua dando certo, graças a Deus, mas se algo não for bem em algum momento ou se eu achar que já não é aquilo que eu quero, eu volto a trabalhar na minha área. Se também não der certo, procuro algo totalmente diferente como montar um negócio. Claro que antes vou me informar, estudar tudo direitinho”, conta.

Pedro Scooby e Igor Rickli fazem parte do time de que por enquanto não pensam em "outra alternativa", mas não descartam a possibilidade de transformar o hobby em um investimento financeiro. "Eu gosto muito de marcenaria, de fabricar móveis. Faço muitas coisas para minha casa. Quem sabe um dia eu leve isso mais à sério e passo a comercializar", reflete o ator recém-contratado da Record e que está no elenco de "Terra Prometida", com estreia prevista para 5 de julho.

Eu gosto muito de marcenaria, de fabricar móveis. Faço muitas coisas para minha casa. Quem sabe um dia eu leve isso mais à sério e passo a comercializar.

Igor Rickli, que mostrou um vídeo cortando lenha no instagram (veja abaixo)

Plano B também não significa deixar totalmente a sua área, e é assim que pensa Larissa Maciel. Formada em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e louca por férias já que há mais de um ano gravando a novela “Dez Mandamentos”, da Record, ela assume não saber fazer nada além de atuar e também acredita que não tem vocação para comércio e nem para ficar trancada em escritório. “Acho que se um dia eu não tiver mais convites para trabalhar à frente das câmeras ou nos palcos, eu parto para dar aulas de teatro”, acredita.

Já Thaissa Carvalho, que atuou como a Vanessa Turbinada em “A Regra do Jogo” (2015), brinca que tem planos até a letra Z. Formada em Nutrição e atriz por paixão, ela sabe que escolheu carreiras instáveis e por isso não é de hoje que vive inventando coisas para fazer e ganhar dinheiro. “Felizmente há um tempo tenho um blog rentável. Fora isso, também desenho roupas para uma linha beachwear e estou procurando investir em algumas parcerias para vender produtos em uma loja online”, adianta ela, que incentiva os colegas a buscar outros os caminhos também como forma de encarar naturalmente os “nãos” na vida de qualquer profissional. “Todo mundo sofre pressão, sofre com cobranças por resultados. O sofrimento do ator são os testes para um trabalho. É aquela tensão e tendo outra coisa em mente, a energia é outra”, explica.

Pedro Scooby e Igor Rickli fazem parte do time de que por enquanto não pensam em “outra alternativa”, mas não descartam a possibilidade de transformar o hobby em um investimento financeiro. “Eu gosto muito de marcenaria, de fabricar móveis. Faço muitas coisas para minha casa. Quem sabe um dia eu leve isso mais à sério e passo a comercializar”, reflete o ator recém-contratado da Record e que está no elenco de “Terra Prometida”, com estreia prevista para 5 de julho.

Surfista profissional, Scooby revela que gostaria de ter uma loja de marca de roupas “daqui a uns dez anos”. “Eu tenho algumas ideias ligadas a estilo e até dou palpites para algumas pessoas que conheço e trabalham com moda. Eu gosto dessa área e acho que levo jeito pra coisa (rs). Só que no momento eu tenho que ter foco na minha carreira, no que ainda posso dar pelo esporte. No futuro, isso é bem possível, sim. Vamos ver”, finalizou o marido da atriz Luana Piovani.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

106