02/12/2015

10:50

Por: Alberto Silva

Exército sendo dizimado, Dilma exonera mais um general que ousou criticá-la

Não bastassem os oceânicos problemas políticos que enfrenta, a Presidente Dilma Rousseff está brincando com fogo. Ao determinar a exoneração do General de Exército José Carlos De Nardi, militar desde 1961, que estava à frente do Comando do Estado Maior das Forças Armadas, perigosamente abre mais uma trincheira inimiga dentro das FFAA. Generais quatro estrelas, Camilo, Mourão e agora De Nardi se transformam em fantasmas que assombram as noites do Palácio do Planalto.


Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Fexercito-sendo-dizimado-dilma-exonera-mais-um-general-que-ousou-critica-la%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 401 Unauthorized in /home/pensabrasil/www/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10
Uma das autoridades militares ligadas à segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, o general José Carlos De Nardi foi sacado a chefia do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas,  oito meses da Olimpíada no Rio.
O general do Exército De Nardi teria tido severas divergências com o ministro comunista da Defesa, Aldo Rebelo, por se posicionar contra a decisão do governo em isentar de visto alguns estrangeiros que virão ao Brasil para acompanhar os Jogos Olímpicos de 2016.

O General De Nardi viu de dentro do Exército todo o período em que os militares controlaram o país. Ele não é flagrado com frequência dando afagos e “risinhos” pra qualquer um e tem alguns posicionamentos firmes, principalmente em relação a necessidade de um satélite próprio para uso em monitoramento defesa e submarinos nucleares para a armada.

Na posse de ALDO Rebelo foi um dos poucos militares que não parecia a vontade no evento. Durante toda a cerimônia manteve o semblante sério.

Na semana passada o general  De Nardi “ousou” criticar a decisão de DILMA de não vetar a liberação de vistos para qualquer um que deseje entrar no país a partir desse mês. Falava de segurança interna e externa.  Foi abatido sem clemência pelos Comunistas que dirigem a Defesa do Brasil.

Quem deve assumir o cargo que pertencia ao general De Nardi, agora EXONERADO, é o Almirante Ademir Sobrinho, atendendo à pedidos dos comandantes da Marinha e Aeronáutica, que solicitavam revezamento entre as forças no cargo de Chefe do Estado Maior Conjunto.

(Via Cristal Vox) << acesse

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

99