11/02/2016

22:03

Por: Alberto Silva

Ela “Dilma” prometeu que seria na reeleição, passou pra junho, agosto, final de ano, agora só em março anúncios de cortes

Medidas de contingenciamento, inicialmente esperadas para esta sexta, devem atingir áreas consideradas essenciais pelo governo

Ela não vai cortar nada! Você se lembra que ela ia diminuir o valor da energia elétrica? da gasolina? os impostos? Dilma cometeu estelionatário eleitoral.  O anúncio do contingenciamento orçamentário, que estava previsto para a sexta-feira, foi adiado para o início de março. A notícia foi confirmada nesta quinta-feira pelo Palácio do Planalto.

De acordo com fontes do Planalto, o corte de despesas que estava sendo desenhado pelo governo atingiria áreas consideradas “essenciais”. Assim, a equipe econômica e a presidente Dilma Rousseff resolveram analisar por mais tempo as contas federais para definir o contingenciamento.

O entendimento inicial era que os cortes teriam de ser publicados até esta sexta, com o decreto de programação orçamentária e financeira deste ano, que estabelece o cronograma mensal de desembolso dos órgãos, fundos e entidades do Poder Executivo. Mas técnicos do governo informaram ao Planalto que a publicação dos cortes não precisa ser conjunta e pode ser feita até 23 de março, segundo uma das fontes ouvidas pela agência Reuters.

Reforma da Previdência – Enquanto isso, o governo prepara a reforma previdenciária e novas medidas fiscais para melhorar a arrecadação, já que as contas públicas apresentam forte queda. Segundo o Planalto, a reforma previdenciária será anunciada até o início do próximo mês.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.