13/10/2016

11:11

Por: Anny Grego

Cientista americano Dr. Robert Gallo revela que criou o vírus da AIDS Veja aqui…

A evidência científica é completa e convincente, o vírus da Aids é um bi-produto criador do programa de vírus especial dos EUA.

Em abril de 1984, o  entrou com um pedido no Estados Unidos referente a sua invenção, o vírus HIV / AIDS. Normalmente, quando uma patente é apresentada e aprovado, como a Dr. Gallo foi, quem usa o produto ou invenção deve um pagamento de royalties para o artífice.

Assim, mantendo as leis de propriedade intelectual para as suas interpretações mais completas, é preciso apenas se maravilhar por Dr. Gallo ainda tem que arquivar um processo que pretendem recuperar os danos do uso de sua invenção?

Por mais estranho que este estado de coisas poderia soar, não tem necessidade de um escrutínio extra. A evidência científica é completa e convincente, o vírus da Aids é um bi-produto criador do programa de vírus especial dos EUA. O programa Virus especial foi um programa de desenvolvimento de vírus federal que persistiu Nos EUA, de 1962 até 1978. Os EUA Virus Especial foi então adicionado como “complemento” para Vacinar inoculações na África e Manhattan.

Uma revisão especial do Fluxograma Virus ( "lógica de investigação") revela que os Estados Unidos procuram uma "partícula de vírus" que poderia impactar negativamente os mecanismos de defesa do sistema.

Pouco tempo depois o mundo estava envolto com infecções em massa de vírus animal. Uma revisão especial do Fluxograma Virus ( “lógica de investigação”) revela que os Estados Unidos procuram uma “partícula de vírus” que poderia impactar negativamente os mecanismos de defesa do sistema. De acordo com os Procedimento dos EUA, a SIDA é um processo biológico, o desenvolvimento laboratorial do vírus Visna peculiar, detectado pela primeira vez em ovinos islandês. Recentemente, cientistas norte-americanos e mundiais garantiram com 100 por cento de certeza que a gênese da AIDS foi num laboratório .

No início deste ano, o Dr. Gallo admitiu seu papel como um projeto para o programa de desenvolvimento de vírus federal, o vírus especial. O fluxograma do programa e os relatórios de progresso prova inegávelmente que os Estados Unidos estava num “jogo de abater populações do mundo através do desencadeamento de um organismo biológico”. À luz desta verdade é que os EUA deve pagamentos “reais” para as vítimas inocentes. Cada vítima da AIDS é digno de um pedido de desculpas adequada e uma forma de fechamento econômico para custear o tratamento. Os olhos do mundo

estão sobre equipe de saúde do Escritório geral de contabilidade, sob a direção de William J. Scanlon. Entre 1964 e 1978, o programa de vírus Federal segreto gastou US $ 550 milhões de dólares de dinheiro dos contribuintes para criar a AIDS (via humansarefree.com )

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

91