30/05/2016

13:16

Por: Alberto Silva

Cantora Claudia Leitte se complica, ‘deve direitos trabalhistas’ enquanto esbanja dinheiro voando em jato particular

Em resposta à Satélite, o escritório Dessimoni e Blanco Advogados, que representa a cantora, disse que o processo encontra-se em fase de recurso, aguardando decisão do TST

A cantora Claudia Leitte perdeu os últimos rounds na briga judicial travada desde 2013 com o jornalista Paulo Roberto Sampaio, diretor de redação do jornal Tribuna da Bahia e seu assessor de imprensa por cerca de sete anos. Sampaio, que foi casado com uma prima da artista, cobrava dívidas trabalhistas hoje calculadas em R$ 500 mil, referentes ao não pagamento de encargos como FGTS, férias e 13º salário.

Em 9 de fevereiro, após o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5) confirmar a decisão de primeira instância que condenou a empresa da cantora, a Ciel Empreendimento Artísticos, o advogado do jornalista, Paulo Roberto Nogueira de Britto, entrou na Justiça com pedido de execução provisória do débito. “Ela (Claudia Leitte), inclusive, está morando nos Estados Unidos e fomos informados de que está se desfazendo do patrimônio que possui no Brasil”, afirmou Britto à Satélite. A execução provisória, ainda de acordo com o advogado, tem por objetivo garantir o pagamento a Sampaio, por meio do bloqueio de contas e de bens, caso o Tribunal Superior do Trabalho (TST) rejeite o agravo de instrumento interposto pela defesa da cantora.

Idas e vindas
Antes, os advogados de Cláudia Leitte impetraram um recurso para levar o caso a julgamento pelos ministros do TST em Brasília. No entanto, os desembargadores do TRT5 não acolheram a ação. “A Corte recusou o pedido porque a defesa da cantora apresentou o recurso em 22 de novembro de 2015, dois dias após o fim do prazoestabelecido pela legislação trabalhista.  Daí, entrou com o agravo, na tentativa de recorrer à última instância”, informou Paulo Britto.

Em 9 de fevereiro, após o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5) confirmar a decisão de primeira instância que condenou a empresa da cantora, a Ciel Empreendimento Artísticos, o advogado do jornalista, Paulo Roberto Nogueira de Britto, entrou na Justiça com pedido de execução provisória do débito. “Ela (Claudia Leitte), inclusive, está morando nos Estados Unidos e fomos informados de que está se desfazendo do patrimônio que possui no Brasil”, afirmou Britto à Satélite.

Outra versão
Em resposta à Satélite, o escritório Dessimoni e Blanco Advogados, que representa a cantora, disse que o processo encontra-se em fase de recurso, aguardando decisão do TST, e que a Justiça do Trabalho em Salvador indeferiu o pedido de execução provisória. “Ao contrário do alegado ao jornal CORREIO, informamos ainda que a cantora Claudia Leitte possui residência em Salvador”. Procurado, Paulo Roberto Sampaio não atendeu às ligações feitas pela coluna até o fechamento desta edição.

Fonte Brasil Verde Amarelo 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

93