03/03/2016

22:46

Por: Alberto Silva

Brasil hoje, tudo que aconteceu no meio político, o desespero do PT, LULA e Dilma, resumão aqui…

O dia em que o Brasil pegou fogo no meio político. A delação, a correria do PT, Dilma e LuLa..

– José Eduardo Cardozo fez reuniões secretas com advogados de empreiteiras e ministros; deu desculpas esfarrapadas; foi pré-delatado por Delcídio do Amaral e agora quer posar de bom moço na TV. Patético.

– Cardozo: “Os senhores acham que a presidente e o ministro da Justiça pediriam ao presidente do STF para intervir na Lava Jato?” Siiiiiiiiim!

– Cardozo: “Todos os ministros do STJ são entrevistados por mim. Perguntem se perguntei se ‘o senhor absolve a, b, c ou d’?” Não! Mas MO, OM…

– Cardozo cita a jornalista Mônica Bergamo (acredite!), que noticia e comenta recados de petistas presos ao partido, para especular que Delcídio se vingou. Ainda que seja, vingança também revela verdades, Cardozo.

– Jaques Wagner falou de Lula, Dilma e PT? “Isso não constrói democracia. Esse ambiente em que nós estamos vivendo destrói a democracia e as instituições.”

– Gilberto Carvalho: “Essa bobagem do Delcídio que o Lula teria induzido a repassar dinheiro para o Cerveró beira o raio da loucura”. Este blog acredita que o ex-ministro usa a palavra “induzido”, porque conhece bem o modus operandi do “chefe”.

– Eduardo Cunha, agora réu, ironizou: “Achei engraçado o PT ontem falar de delação premiada. Delação premiada nos olhos dos outros é pimenta, nos deles é refresco”. Foi o que este blog mostrou, em maio de 2015, no post “Os ‘dois pesos, duas medidas, do PT com os delatores” e, em julho do mesmo ano, no post “Dilma Rousseff desmente Dilma Rousseff sobre delação premiada“. Neste caso, Cunha tem razão.

– Cunha: “Estou dizendo que tem que ser coerente e o PT não é coerente, só é coerente para se defender. Agora, para atacar os outros, o que ele usa para se defender não vale. É muito engraçado a gente assistir a isso. Fico numa posição privilegiada ali, assistindo tudo isso e acho graça dessas posições do PT.” Elas são mesmo tragicômicas.

– Oposição vai fazer aditamento das denúncias de Delcídio no pedido de impeachment contra Dilma. Ótimo! Mas repito: impeachment é pouco. Obstruir a Justiça é motivo de cadeia.

– Dilma e auxiliares mais próximos se mostravam “anestesiados” em reunião no Planalto, nas palavras de um participante ao Globo. Finalmente, o feitiço que anestesiou o Brasil nas últimas décadas virou contra os feiticeiros.

– Alô, imprensa: Delcídio, inicialmente (“à partida”), “não confirma” conteúdo da matéria da IstoÉ. NEM NEGA. Dizer que já negou é mentira.

– Acordo de delação contém cláusula de confidencialidade que não pode ser rompida por Delcídio, de modo que seu advogado, Figueiredo Basto, pode estar com medo de se pronunciar de maneira mais clara a respeito, em função do risco de não ter a delação homologada pelo ministro Teori Zavascki.

– Se Teori “Da Conspiração” Zavascki, que já está sob pressão do governo, recorrer a qualquer manobra jurídica para não homologar a delação de Delcídio, não será mais o ‘funcionário do mês do PT’, como este blog ironizou em outubro e fevereiro. Será o funcionário petista do milênio!

– Fatos narrados na matéria da IstoÉ confirmam e completam tantas notícias da imprensa, de tantas fontes diferentes, que eventual negação da delação não reduz em nada a confiança geral na veracidade das informações e a necessidade de investigá-las até as últimas consequências penais para os envolvidos.

– A prisão temporária do marqueteiro do PT João Santana e sua esposa, Mônica Moura, ainda foi convertida em prisão preventiva. Avante, Brasil.

– Se você é esquerdista, atenção: você não precisa (mais) defender uma organização criminosa, ok? Pode exigir cadeia também.

– Folha: “Bolsa sobe e dólar cai com força toda vez que chance de impeachment volta ao noticiário”. Mais duas provas de que Dilma faz mal ao Brasil.

– Valor: “Dólar cai ao menor valor do ano com cena política e movimento externo”. O dólar comercial caiu 2,27%, encerrando a R$ 3,8002, menor patamar desde 10 de dezembro. O país respira com a demolição do governo.

Por:Felipe Moura Brasil 

(Via veja e agências)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

99