04/07/2016

10:53

Por: Alberto Silva

“Atividade física me ajudou a superar alcoolismo” diz Daniel Radcliffe

Em entrevista ao "Telegraph", o astro revelou que costumava sair para caminhadas de até cinco horas quando tinha vontade de beber. "Como o clichê de alguém que está deixando de fazer alguma coisa, eu realmente entrei na onda do exercício", disse ele, que agora segue praticando atividade física e diz ter se tornado o "louco da academia".

O ator Daniel Radcliffe, 26 anos, que ficou famoso ainda criança ao interpretar o bruxo Harry Potter na franquia de cinema da história de J. K. Rowling, passou a ter problemas com o alcoolismo há seis anos e agora tem superado o problema se tornando um fanático por academia.

Em entrevista ao “Telegraph”, o astro revelou que costumava sair para caminhadas de até cinco horas quando tinha vontade de beber. “Como o clichê de alguém que está deixando de fazer alguma coisa, eu realmente entrei na onda do exercício”, disse ele, que agora segue praticando atividade física e diz ter se tornado o “louco da academia”.

Em entrevista citada pelo site ‘Ego’, Daniel ainda falou sobre o vício. “Eu mudo quando estou bêbado. Eu sou uma daquelas pessoas que muda. Há algo em qualquer pessoa que bebe que não é claramente bom para ela, algo que a atrai para o caos. Eu não posso dizer que tipo de bêbado eu sou porque eu não me lembro que tipo de bêbado eu sou”, declarou o ator. “Mas então eu tenho que ser cuidado e eu não quero mais acordar e ver até 20 mensagens de texto com ‘Onde você está? Cara, você está bem?'”, acrescentou ele, que há três anos está melhor recuperado do vício.

"Estou mais confortável com o fato de que eu sou uma pessoa que adora apenas sair com os meus amigos. Ou assistir a programas de perguntas. Eu era um leitor voraz na minha adolescência e beber levou isso para longe de mim, estranhamente, como um efeito colateral. Eu não tinha mais a compulsão ou energia para ler qualquer coisa. Então eu tenho que voltar."

“Estou mais confortável com o fato de que eu sou uma pessoa que adora apenas sair com os meus amigos. Ou assistir a programas de perguntas. Eu era um leitor voraz na minha adolescência e beber levou isso para longe de mim, estranhamente, como um efeito colateral. Eu não tinha mais a compulsão ou energia para ler qualquer coisa. Então eu tenho que voltar.”

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

loading...
93