15/07/2016

10:54

Por: Alberto Silva

ASSISTA – Video completo do terrorismo na França que está assustando o mundo, 70 morreram em atentados

O caminhão teria dirigido por dois quilômetros avançando na multidão, conforme o promotor de Nice Jean-Michel Pretre disse à agência de notícias AFP. De acordo com Estrosi, o veículo teria sido encontrado com armas e granadas.

Um caminhão avançou contra uma multidão que participava das celebrações do Dia da Bastilha na França nesta quinta-feira e deixou pelo menos 70 pessoas mortas na cidade francesa de Nice (Sul da França).

A prefeitura local pediu às pessoas da região que ficassem em casa e chamou o incidente de “um ataque”.

O prefeito, Christian Estrosi, afirmou que “o motorista de um caminhão aparentemente matou dezenas de pessoas”. Ele também postou em seu Twitter que “foi o dia mais dramático da história de Nice com mais de 70 mortos.”

O caminhão teria dirigido por dois quilômetros avançando na multidão, conforme o promotor de Nice Jean-Michel Pretre disse à agência de notícias AFP. De acordo com Estrosi, o veículo teria sido encontrado com armas e granadas.

Alguns relatos também citaram tiros trocados entre policiais e as pessoas que estariam no caminhão, mas isso não foi confirmado. Sebastien Humbert, subprefeito do departamento dos Alpes Marítimos, disse a uma TV francesa que o incidente pode ter deixado 100 feridos. Segundo ele, o motorista do caminhão foi morto depois com um tiro.

O Twitter oficial do Ministério do Interior afirmou que o motorista “foi neutralizado” e que a polícia já está investigando se ele agiu sozinho. Vídeos mostram pessoas correndo e momento em que caminhão acelera contra a multidão:

Vídeos mostram pessoas correndo e momento em que caminhão acelera contra a multidão:

O brasileiro Anderson Haetel, morador de Nice, na França, foi ferido pelo atropelamento durante as comemorações da Queda da Bastilha. Ele afirmou à BandNews que viu corpos de idosos no local e que pessoas estão sendo atendidas na recepção do hospital.

Haetel relatou que aguarda uma ambulância para ser transferido a um estádio, onde uma enfermaria está sendo montada.

Camila Lara, estudante brasileira que estava em Nice para as comemorações, disse à BandNews que houve muita correria no local. “Corremos sem saber o que estava acontecendo”, afirmou.

Ela não chegou a ver o caminhão, mas ouviu o tiroteio que se seguiu ao atropelamento. “As pessoas estavam correndo no meio da rua, caindo no meio da rua”, afirmou. No Twitter, internautas relatam que são dezenas de corpos espalhados no chão.

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

93